Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1


Partilhe este Site...

Wolves Silhouette

Christina Eusébio

BOB14 BOB15 Ice - Ice Meridian It Had To Be You

 


Kabluna 

Jose Iglesias Rodriguez

  


Cijara Malamutes

 


D'Carmocan

 


Fernando Martins

Mais Videos na pagina Melhores Videos


A Raça
A Raça

 

Alaskan Malamute         Standard FCI nº. 243 /14/08/1996             

PAÍS DE  ORIGEM : Estados Unidos da América ( Alasca )

DATA DE PUBLICAÇÃO DO ESTALÃO ORIGINAL VÁLIDO: 14-08-1996

UTILIZAÇÃO: Cão de trenó

CLASSIFICAÇÃO F. C. I.: Grupo 5 – Cães de tipo Spitz e de tipo Primitivo

Secção 1 – Cães Nórdicos de trenó  

 

ASPECTO GERAL: O Alaskan Malamute, uma das raças de cães de trenó do Árctico mais antigas, é um cão poderoso, de construção sólida, de peito profundo e com o corpo forte e bem musculado. O Malamute coloca-se bem sobre as almofadas e esta postura sugere uma grande actividade e um porte de cabeça orgulhoso, com as orelhas erectas e os olhos alerta mostrando interesse e curiosidade. A cabeça é larga. As orelhas são triangulares e erectas quando o cão está atento. O chanfro é maciço e diminui só muito ligeiramente de largura da raiz até ao nariz; não é pontiagudo nem comprido, nem curto e grosso. 

 

 A pelagem é espessa, com um pêlo de cobertura rude de comprimento suficiente para assegurar a protecção de um sub-pêlo denso e lanoso. Os Malamutes são de várias cores. As marcas da face constituem um traço distintivo. Elas consistem num "chapéu" que cobre a cabeça, a face é ou completamente branca, ou marcada com uma lista e/ou uma máscara. A cauda é bem revestida de pêlo; portada sobre o dorso e tem a aparência de uma pluma ondulante. O Malamute é dotado de uma forte ossatura com membros sem defeitos, de bons pés, com peito bem profundo e espáduas possantes; ele dispõe de todas as outras estruturas físicas necessárias à execução eficaz da sua tarefa. Os movimentos são fluentes, regulares, incansáveis e capazes de um excelente rendimento. Ele não foi feito para ser um cão de corrida com trenó para competir em provas de velocidade. O Malamute está estruturado para força e resistência, e qualquer característica de um exemplar individual, incluindo o temperamento, que interfira com a boa execução do seu propósito, deve ser considerado como a falta mais séria de todas.

 

 

PROPORÇÕES IMPORTANTES: A profundidade do peito é aproximadamente metade do cão ao garrote, sendo o ponto mais baixo imediatamente dos membros anteriores. O comprimento do corpo da ponta do ombro até ao ponto posterior da pélvis é mais comprido do que a altura medida do chão ao topo do garrote.

 

AB superior a AC 
DE igual ou aproximado a EF

 

COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO: O Alaskan Malamute é um cão afectuoso e amigável, não é um cão de um único homem. Ele é um companheiro leal e devotado, brincalhão sob convite, mas geralmente impressionante pela sua dignidade quando adulto.

 

CABEÇA: A cabeça é larga e profunda, não é grosseira nem desajeitada, e está em proporção ao corpo do cão. A expressão é suave e indica uma disposição afectuosa.

Cabeça não ideal (no conjunto é demasiado estreita)

Expressão correcta

Expressão atípica (olhos arredondados e cana nasal um pouco curta)

 

 

REGIÃO DO CRÂNIO

Crânio: largo moderadamente entre as orelhas, estreitando-se e achatando-se no topo à medida que se aproxima dos olhos, arredondado nas faces. Existe uma ligeira depressão entre os olhos. A linha superior do crânio e a linha superior do chanfro apresentam somente uma ligeira quebra descendente da linha recta quando se juntam.

Stop: Superficial.

REGIÃO FACIAL

Nariz: em qualquer das cores de pelagem, excepto na vermelha, a pigmentação é preta no nariz, lábios e rebordo dos olhos. Castanho é permitido nos cães vermelhos. As marcas mais claras chamadas "nariz de neve" são aceitáveis.

Chanfro: comprido e maciço em relação ao tamanho do crânio, diminuindo ligeiramente em largura e profundidade desde a junção com o crânio até ao nariz.

Lábios: bem justos.

Maxilares/Dentes: largos e com grandes dentes. Mordida em tesoura. Prognatismo e enognatismo são uma falta.

Bochechas: moderadamente achatadas.

Olhos: inseridos obliquamente no crânio. Os olhos são castanhos, em forma de amêndoa e de tamanho médio. Olhos azuis são uma falta desqualificante.

Orelhas: de tamanho médio, mas pequenas em proporção à cabeça. As orelhas são de forma triangular e ligeiramente arredondadas nas pontas. São inseridas bastante afastadas no extremo posterior do crânio em linha com o canto superior do olho, dando uma aparência às orelhas, quando erectas, de estarem fora do crânio. As orelhas erectas apontam ligeiramente para a frente, mas quando o cão está a trabalhar, as orelhas estão por vezes dobradas contra o crânio. A inserção alta das orelhas é um falta.

PESCOÇO: forte e moderadamente arqueado.

CORPO: compacto mas não quadrado. O corpo não tem peso excessivo e o osso está em proporção ao tamanho.

Conjunto demasiado "ligeiro"

Conjunto ideal

Conjunto excessivamente "pesado"

 

Dorso: direito e ligeiramente descendente em direcção às ancas.

Rins: sólidos e bem musculados. Um rim longo que enfraquece o dorso, é uma falta.

Peito: bem desenvolvido.

CAUDA: moderadamente inserida, segue o nível da linha dorsal na base. Portada sobre o dorso quando não está a trabalhar. Não é uma cauda em gancho, não é enrolada e portada contra o dorso, nem é uma cauda de raposa. A cauda do Malamute é bem revestida e tem a aparência de uma pluma ondulante.

 

MEMBROS

ANTERIORES: membros anteriores com ossatura forte e bem musculados, direitos até ao metacarpo quando vistos de frente.

Espádua: Ligeiramente inclinada.

Metacarpo: Curto e forte e ligeiramente inclinado, quando visto de lado..

POSTERIORES: Os membros posteriores são largos. Quando vistos de trás, os posteriores tanto parados como em movimento, estão perfeitamente em linha com os anteriores, não muito juntos, nem muito largos. Os presunhos dos posteriores são indesejáveis e devem ser removidos pouco depois dos cachorros nascerem, sempre que estes os apresentem.

Coxa: Muito musculadas.

Joelho: Moderadamente angulado.

Articulação do Jarrete: Moderadamente angulado e bem descida.

PÉS: Do tipo "raquetes de neve", apertados e profundos, com almofadas plantares bem estofadas dando uma aparência firme e compacta. Os pés são compridos, os dedos bem justos e bem arqueados. Existe pêlo protector entre os dedos. As almofadas plantares são espessas e resistentes; as unhas são curtas e fortes.

ANDAMENTOS: Os andamentos do Malamute são firmes, regulares e poderosos. Ele é ágil para o seu tamanho e construção. Quando vistos de trás, os posteriores exibem boa propulsão traseira que é transmitida aos anteriores, através de dum dorso bem musculado. Esta propulsão, recebida pelos anteriores, conduz a um movimento único e alongado. Quando vistos de frente ou de trás, os membros movem-se realmente em linha, não muito próximos, nem muito afastados. A trote rápido, os pés irão convergir em direcção ao centro do corpo. Andamentos rijos, ou quaisquer andamentos que não seja completamente eficientes ou incansáveis devem ser penalizados.

 

PELAGEM

PÊLO: O Malamute tem uma pelagem de cobertura espessa e grosseira, nunca comprida, nem macia. O subpêlo é denso, com 2,5 a 5 cm (1 a 2 polegadas) de profundidade, oleoso e lanoso. A pelagem grosseira de cobertura varia em comprimento e cobre o subpêlo. A pelagem é de relativamente curta a média dos lados do corpo,  o comprimento da pelagem  aumenta à volta dos ombros e pescoço, ao longo do dorso, sobre a garupa e nas "calças" e na pluma. Os Malamutes normalmente têm uma pelagem curta e menos densa durante os meses do Verão. Os Malamutes mostram-se naturalmente. A tosquia não é aceitável, excepto para dar uma aparência agradável aos pés.

COR: As cores usuais vão desde o cinzento claro através das sombras intermédias até ao preto, areia, e as sombras de areia até vermelho.

TAMANHO / PESO:

Nesta raça existe um leque de tamanhos natural. Os tamanhos desejáveis para trabalho são:

Machos: altura ao garrote: 63,5 cm (25 polegadas) e peso: 38 kg (85 libras)

Fêmeas: altura ao garrote: 58,5 cm (23 polegadas) e peso: 34 kg (75 libras)

No entanto, as considerações de tamanho não devem exceder, em relevância, as de tipo, proporção, movimento e outros atributos funcionais. Quando os cães são julgados, com igualdade de tipo, proporção, movimento, o cão mais próximos dos tamanhos desejáveis deve ser preferido.

SUMÁRIO IMPORTANTE:

Ao julgar Alaskan Malamutes deve ser levada com maior consideração, sobrepondo-se a todas as outras, a sua função de cão de trenó para transporte de cargas pesadas no Ártico. O grau de penalização de um cão deve depender da extensão de desvio da descrição do Malamute ideal e considerando até que ponto uma falta particular iria afectar realmente a capacidade de trabalho do cão. Os membros do Malamute devem indicar grande força e poder de propulsão fora do normal. Qualquer indicação de falta de robustez dos membros ou pés, anteriores ou posteriores, parados ou em movimento, deve ser considerada um falta séria. São consideradas faltas segundo na descrição anterior: pés abertos, jarretes de vaca, metacarpos defeituosos, ombros direitos, falta de angulação, movimentos rijos (ou quaisquer movimentos que não sejam regulares, fortes e firmes), falta de substância, peito pouco profundo, ...., ligeiro de osso ou proporções medíocres em geral.

 

FALTAS : Tudo o que não esteja de acordo com os pontos indicados anteriormente, deverá ser considerado uma falta. A gravidade com que essa falta deverá ser considerada, estará em proporção exacta com o seu grau.

DESQUALIFICAÇÃO: Olhos azuis.

N.B. : Os machos devem ter 2 testículos de aparência normal, totalmente descidos e bem acomodados no escroto.

1- Espelho do nariz ou turfa
2- Stop
3- Occipital
4- Garrote ou cernelha
5- Dorso
6- Rins
7- Garupa
8- Extremidade da nádega
9- Coxa
10- Perna
11- Ponta do jarrete
12- Joelho
13- Linha inferior (abdómem)
14- Tórax
15- Cotovelo
16- Antebraço
17- Braço
18- Peito
19- Ombro

1- Crânio
2- Vértebras cervicais
3- Vértebras dorsais
4- Vértebras lombares
5- Vértebras caudais
6- Vértebras sacras
7- Cóccix
8- Fémur
9- Tarso
10- Metatarso
11- Tíbia e perónio
12- Rótula
13- Costelas ( caixa torácica)
14- Rádio e cúbito
15- Carpo
16- Metacarpo
17- Úmero
18- Ponta do esterno
19- Escápula
20- Mandíbula

 

 

 

 

topo